• R Manoel Andrade, 2714, Coroa do Meio, Aracaju
  • contato@imunizadorasergipana.com.br
  • 79 3043 8800


 

ESCORPIÃO:


ESCORPIAO

O controle de escorpiões é um assunto polêmico no ramo de controle de pragas e a Dedetizadora Brasil percebe que os clientes, em geral, têm muitas dúvidas e informações desencontradas sobre o assunto. Há diferentes indicações por parte tanto das empresas especializadas no combate a pragas quanto dos órgãos reguladores da saúde pública, o que aumenta o nível de confusão e até desconfiança nos consumidores. O principal fator de confusão é causado por controladores de pragas que indicam que o combate de baratas também atinge a população de escorpiões. Isso não é verdade! Os escorpiões podem ser atraídos para onde há baratas, porque eles se alimentam delas. Outra história contada é a de que, ao controlar as baratas, o escorpião fica sem alimento e acaba morrendo. Isso é um mito! Escorpiões podem viver por até seis meses sem alimento e consumindo pouca água. Portanto, mesmo que existam poucas baratas no ambiente, em seis meses certamente o escorpião encontrará alguma forma de alimento ou o mais comum: após seis meses, a população de baratas já voltou a infestar a região. As altas temperaturas e o aumento das chuvas contribuem para a proliferação de insetos e para o aparecimento de baratas e escorpiões. Em busca de abrigo e lugar seco, os aracnídeos saem de seus esconderijos em busca de refúgio, e é exatamente neste momento que eles aparecem dentro das casas.

Riscos:
De acordo com a especialista, o número de acidentes com escorpião aumenta nessa época do ano, principalmente com o escorpião amarelo (Tityus serrulatus), que é o mais comum. “A picada do animal pode acarretar sérios riscos à saúde e até matar, porque o veneno é neurotóxico e age no sistema nervoso periférico”, explica ela. Os mais predispostos a riscos fatais são as crianças e os idosos.

Como evitar
Os escorpiões podem durar até 10 anos e para evitar a presença deles em casa, é aconselhado vedar frestas, vãos, buracos, ralos e colocar tela nos ralos. “Usar telas de proteção e manter o quintal sempre limpo e com a grama aparada também é importante para manter o perigo afastado”, afirma. Como o escorpião se alimenta de barata, evitar o surgimento também ajuda a combater o aracnídeo. Outra dica é descartar pilhas de madeira, cercas, tijolos, ferro velho e entulhos em geral, que são os locais prediletos dos escorpiões. Casas muito próximas a terrenos baldios ou áreas com mato devem, de preferência, ser dedetizadas por empresas especializadas.

Como evitar a picada:
Mesmo tomando todas as precauções, é preciso tomar alguns cuidados para evitar a picada, sacudir camisas, calças e sapatos antes de usar, ajudam a diminuir os riscos da picada.
Picou, e agora? “Se a picada for de um escorpião amarelo, a pessoa deve ser levada imediatamente até um posto de saúde ou hospital para conter o veneno e iniciar o tratamento. O ideal é levar o escorpião morto junto para que seja feito o tratamento adequado ao tipo de escorpião encontrado.