• R Manoel Andrade, 2714, Coroa do Meio, Aracaju
  • contato@imunizadorasergipana.com.br
  • 79 3043 8800



MOSCA:

MOSCA


Formigas domésticas:
Elas se adaptaram tanto à vida nas casas das pessoas, que são quase uma espécie a parte. Nunca tem uma rainha só, são várias, divididas em vários ninhos - assim se um dos ninhos for destruído elas sobrevivem em outro. Também desenvolvem resistência a muitos venenos, que depois de um tempo de uso, não lhes fazem mais o menor efeito. Um grupo de seis espécies diferentes de formigas freqüenta o interior das residências, hospitais, lojas de comércio e indústrias. Ali se estabelecem com facilidade e procriam, chegando a causar infestações que podem ser extremamente incômodas e até perigosas, como é o caso dos hospitais e outros estabelecimentos médicos. Esse grupo de formigas, denominadas como "formigas doceiras”, às vezes pode ser difícil de serem combatidas e eliminadas, retomando as áreas tratadas bem pouco tempo depois do tratamento aplicado. Seu combate bem sucedido numa área alvo depende da eliminação da formiga rainha do formigueiro, que nem sempre pode ser alcançada pelos tratamentos comuns de pulverização ou iscagem. Há duas formas de tratamento e extinção completa das formigas doceiras: através de uma isca sólida com o produto e outra, mais profissional, através de uma única aplicação do biocida microencapsulado.

Formiga de Jardim:
Formiga de Jardim Um grupo de espécies diferentes é denominado genericamente de "formigas de jardim", incluindo a saúva (formiga cortadeira). São espécies que raramente entram nas residências, embora possam fazê-lo com facilidade, preferindo montar seus complexos formigueiros e circular pelos jardins circundantes, onde conseguem tudo o que precisam para semear e cultivar seus fungos alimentares. O traço comum entre elas é que podem localizar até com certa facilidade seus formigueiros, através dos orifícios de entrada (denominados "olheiros") situados ao rés do chão ou em monturos de terra solta. Para eliminar completamente um formigueiro, é preciso matar a formiga rainha ou, do contrário, você não terá sucesso no combate. Contudo, a rainha geralmente está muito bem protegida no interior de uma câmara real, bem no centro do formigueiro, onde dificilmente é alcançada.

 

MOSCA DE BANHEIRO

MOSCA BANHEIRA


 As mosquinhas de banheiro (também conhecidas como mosca dos filtros ou mosca dos ralos) são mais próximas dos mosquitos do que das moscas propriamente ditas e pertence à família Psychodidae. Esses insetos têm hábitos noturnos: as fêmeas botam grupos de 10 a 200 ovos, com eclosão entre 32 a 48 horas. Ovos, larva e pupas são encontradas em locais úmidos, junto a películas orgânicas (formadas por resíduos da descamação natural da pele, cabelos, fungos, etc.) presentes em banheiros e cozinhas, em ralos, canos de esgoto, junções de vasos sanitários e boxes de banheiro, frestas de azulejos e paredes. O ciclo da larva é de aproximadamente 9 a 15 dias e o da pupa em torno de 20 a 40 horas. O processo do ovo ao inseto adulto leva aproximadamente duas semanas, dependendo das condições ambientais e de disponibilidade de alimento. "Os adultos fazem voos irregulares e de autonomia reduzida, permanecendo nas proximidades de ralos e paredes, junto à umidade de banheiros e cozinhas", explica Zorzenon. Vivem nesta fase cerca de 15 dias.

 Prevenção
Apesar de pertencerem à mesma família dos mosquitos palha (transmissores da leishmaniose ou úlcera de bauru) as mosquinhas não são transmissoras de doenças. No entanto causam grande incômodo pela simples presença ou levam a entomofobia (pavor de insetos). Se você não quer ter essas moscas voando em seu banheiro, mantenha o local sempre muito limpo. Isso quer dizer lavar bordas de ralos, com uma escovinha, secar o piso após o uso (banhos, etc.) e estancar possíveis infiltrações em pias e vasos sanitários. "Sem água e alimento os insetos proliferam com maior dificuldade", finaliza o pesquisador.  

Combate
No caso dessas moscas a prevenção ainda é a melhor medida. No entanto, se elas já apareceram, recomenda uma limpeza mais pesada com água sanitária ou produto que contenha cloro em sua fórmula, principalmente nos locais onde o inseto possa se desenvolver, tais como frestas, canaletas de boxes junto ao piso, ralos e qualquer lugar onde haja acúmulo de umidade ou água.
Também é indicado manter azulejos, pisos e vasos sanitários com rejuntes e ligações em dia. O uso de inseticidas comuns é dispensável, pois os produtos no mercado eliminam apenas os insetos adultos e não ovos ou larvas. No caso de infestações severas, a contratação de empresa controladora de pragas urbanas ainda é a solução.